14 de ago de 2013

Look do dia: chapéu coco

Postado por LUIZA às 16:52
Alô galera bate a mão e bate o pé !
Tudo bom cocêis ?
Gente, resolvi dar aquela ousada básica nas estampas mais uma vez hohoho E dessa vez são bolinhas (aquela blusa que comprei no brechó) e corações (essa saia nunca apareceu aqui, ela foi presente da amiga ex-blogger Vivi).
Meus anéis caríssimos #sóquenão
"O pequeno chapéu rijo, geralmente preto, com copa arredondada e aba curva nas laterais nasceu no ateliê do lendário chapeleiro londrino Lock, criado no início do século XlX por encomenda do renomado William Coke, incentivador da agricultura. Coke procurava, para os guardas que protegiam as caças, um chapéu que evitasse serem incomodados por galhos e ramos das árvores.
No início, o chapéu chamou-se coke, em referência ao proprietário e terras. O nome bowler (chapéu-coco) surgiu em 1850, com o início de sua fabricação por Bowler & Son. Até 1960, foi usado por cambistas e banqueiros britânicos, tornando-se símbolo desses homens de negócios. Dos anos 1960 em diante, foi usado pelos oficiais da Guarda quando em trajes civis. Hoje, é símbolo londrino. No cinema, caracterizou personagens como Lauren e Hardy (O Gordo e o Magro) e Charles Chaplin". (Por dentro da Moda - definições e experiências, Dinah Bueno Pezzolo)

Chapéu coco - presente da Érica (nem amei)
Blusa de poá - brechó
Saia de corações - presentinhoooo
Oxford - Via Uno
Bijuuuus by 25 de março

A mamis tá sabendo tirar umas fotos ó, biita
E aí xente, gostaram ?
No momento o tempo virou aqui em SP, mas considerem um look mais verão hahahha
Beijos, ♥

3 comentários:

Anônimo disse...

Belas fotos(tô ficando boa nisso),foram horas e horas de trabalho pesado rs! Adorei a "historinha do Chapéu coco!!!menine

Angélica on sexta-feira, agosto 16, 2013 disse...

lindaaaa, amei a produção


beijos

www.blogdaangelica.com.br

ballacka on segunda-feira, novembro 25, 2013 disse...

nossa.. linda.. adorei esse seu chapeu, onde comprou??? quero um...rs

 

Luiza Wonderland Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos